Novo endereço de e-mail para uso geral e porque?

Olá amizades,

Todas as conversas sobre privacidade, neutralidade de rede, segurança da informação e proteção são cada dia mais necessárias e mais presentes em nossas conversas e reuniões. Ao mesmo tempo, percebemos a necessidade de uma presença ativa em várias redes sociais e espaços dominados pela internet corporativa. Pensando nisso, decidimos não deixar nossos dados tão evidentes aos publicitários e tampouco trafegar conteúdos “genéricos” em servidores como o Riseup, mantidos com a boa vontade e o empenho de diversas pessoas. Seu uso responsável garante a segurança de milhares de militantes e ativistas.

Em nossa mais recente reunião, optamos por criar um email de uso geral para ser utilizado nas redes sociais e qualquer outra coisa que o Google e Facebook possam espiar. O endereço do Riseup será utilizado para dados preferencialmente criptografados utilizando OpenPGP.

Sabemos que de qualquer forma o Estado (Operação Érebo) se manterá em vigilância constante, de mãos dadas com corporações e agentes de negócio em rede. A internet está sempre ao alcance do Grande Irmão, mas enquanto pudermos dificultar, sabotar e embaralhar; façamos. Faça você também!

Novo e-mail de contato de uso geral:
editora@monstrodosmares.com.br

e-mail para contatos preferencialmente criptografados:
monstrodosmares[a]riseup.net (baixe a chave pública)

Separamos uma lista com alguns materiais que você pode consultar para obter informações sobre segurança e privacidade de dados, aumentando na medida do possível os níveis de proteção.

Por você, para seu coletivo, para uma internet melhor.

[Livro] Cultura de Segurança: Um manual para ativistas

Agentes provocadores em Taksim Square durante manifestação no dia 11/06/2013

Agentes provocadores em Taksim Square durante manifestação no dia 11/06/2013

O livro “Cultura de Segurança” do Organizing for Autonomous Telecomms, um coletivo canadense de segurança da informação que está lançando a versão em Português do Brasil pela Editora Monstro dos Mares que informa como militantes e ativistas devem ficar atentos na atuação de infiltrados, informantes, agentes provocadores e vazamento de informações.

Esse é um manual para ativistas que estão interessados em criar e manter uma consciência e cultura de segurança nos movimentos sociais.

“Se nós queremos que nossos movimentos de ação direta continuem, é imperativo que comecemos a reforçar nossa segurança e a nos levar mais a sério. Agora é o momento de adotar uma cultura de segurança. Uma boa segurança é certamente a melhor defesa que temos.”

Cultura de Segurança – Um manual para ativistas
(Organizing for Autonomous Telecomms, versão brasileira Monstro dos Mares)
Cachoeira do Sul, Junho de 2013
Primeira Impressão
P&B, 30 páginas.

Download Grátis